Pra Onde Ir! Leste Europeu – Montenegro

Pra Onde Ir! Leste Europeu – Montenegro

Edu Giansante

8 meses atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

Depois de contar a história do mochilão passando por Sarajevo, o próximo destino onde vamos desembarcar no Leste Europeu é Montenegro, um país minúsculo ao lado da Croácia, que tem, além do estonteante mar Adriático a sua frente, algumas outras surpresas naturais maravilhosas.

© Malewitch | Dreamstime.com

A bailarina é um dos pontos turísticos de Budva. em Montenegro. © Malewitch | Dreamstime.com

Como estávamos em Sarajevo, não havia opções de trem apenas ônibus ou avião. Depois de muito procurar passagens de ônibus sem encontrar, resolvemos apelar pelo aéreo: pesquisei no Skyscanner, achei passagens pela Jat Airways. O voo fazia escala em Belgrado, com conexão de 35 minutos!!! Apesar do medo, principalmente da mala não chegar, tudo deu super certo e as 8:50 da manhã estávamos em Tivat, a primeira parada.

Para fazer os passeios, decidimos alugar um carro, já que eram muitas as belezas a ver, todas próximas, mas tínhamos pouco tempo. Aí começou o tormento: alugamos o carro com a SIXT, e quando chegamos não tinha ninguém no guichê. Quando o cidadão resolveu aparecer, me pediu 20 minutos para disponibilizar o carro, e demorou mais de 40!!!

Para piorar, o GPS que eu havia reservado, não estava disponível, ou seja, só dor de cabeça. Alternativamente, comprei um chip de uma operadora local e utilizei o GPS do meu celular, de qualquer forma, já tínhamos perdido um bom tempo. Ah, vale dizer, apesar de ter valido muuuuuuuuuuito a pena alugar o carro, o aluguel não foi dos mais barato, custou 170 euros por 3 dias. Sem contar o combustível que em Montenegro também não é tão razoável.

Vamos ao que interessa, a viagem! =o)

Tivat, o primeiro destino

Ao contrário do que a gente tinha visto em alguns lugares, os portos e a praia como um todo não tem nada de muito espetacular. Por isso decidimos passar rápido por lá.  O tempo também não ajudou, estava nublado e chovendo.

Kotor e seu fantástico lago

© Evgeniy Fesenko | Dreamstime.com

Kotor é destino de vários cruzeiros marítimos que faz rota na Europa. © Evgeniy Fesenko | Dreamstime.com

Não por acaso, decidimos fazer um caminho que não era o mais curto de Tivat a Kotor. Este caminho acompanha toda a costa de uma baía do mar Adriático, assim como do mar de Kotor, e a cada curva, uma paisagem diferente e mais linda que a outra. Impossível não fazer várias paradas para fotos!

Depois de uma refeição em uma das belas vistas que encontramos, seguimos em direção a Kotor que é um local extremamente turístico. A cidadezinha estava lotada de carros, ônibus, trânsito, estacionamento lotado (pegamos fila de uns 15 minutos para estacionar o carro). Lá também é parada de cruzeiros, tinha navios enormes parados ali.

Os pontos turísticos são basicamente a cidade histórica e o forte. A cidade antiga é cercada por muros e tem todas as suas construções com blocos de pedra, criando casas, lojas e restaurantes  que se amontoam lindamente. No meio da cidade está a entrada para subida para o forte, e que subida! Cerca de 40 minutos morro acima, mas cada passo, cada degrau vale a pena, a vista de Kotor e do Mar é recompensadora!

 Budva e Sveti Stefan

© Ivan Kuznetsov | Dreamstime.com

Budva é outro destino fantástico em Montenegro. © Ivan Kuznetsov | Dreamstime.com

Budva é provavelmente o ponto mais famoso e quente de Montenegro  é também um lugar fantástico. O Hostel que ficamos, fica no centro histórico (que é muito parecido com a cidade histórica de Kotor), ai já não sei se foi a melhor opção. Por um lado, você fica no meio da história do lugar, mas, como estávamos com malas de rodinha e o acesso ao centro é restrito para carros de fora, foi um empenho ficar arrastando mala de um lugar para outro.

A primeira coisa a se conhecer em Budva é o próprio centro histórico. Uma região cercada por um muros. Além das vielas, tem muitos restaurantes e barzinhos para aproveitar. É ponto turístico também a Citadella.  Na praia atrás do centro histórico, tem um dos símbolos da cidade: a Bailarina.

Por falar em praia, claro, estamos em Montenegro, vamos ao que de fato é um destaque neste passeio. A água límpida, azul deixa todo e qualquer cenário da cidade espetacular (algo parecido a Malta). O mais legal que fomos, foi a ilha Hawaii. Fomos de barco para a ilha e lá pode curtir diversas praias, todas, naquele modelo europeu, cheio de pedras em vez de areia. Para ficar nas espreguiçadeiras, com um par com guarda-sol, paga! fui em em setembro, talvez no alto verão seja ainda mais caro.

Por fim, afinal, sou ou não o caçador de por do sol? Pedi dicas para a dona do Hostel, mas na busca pelo local indicado por ela acabei encontrando outro lugar maravilhoso. De carro, começamos a subir os morros que ficam em Sveti Stefan até chegar no topo onde haviam algumas igrejas lindas. No fim, fomos parar no Café Restaurante Hotel Adrovic, com a vista abaixo.

Parque Nacional do Lago Skadar

© Catia Silva | Dreamstime.com

O Lago Skadar  pode ser visto em aproximadamente 70% de Montenegro.© Catia Silva | Dreamstime.com

No terceiro dia, partimos em direção a Podgorica onde pegaríamos o ônibus para o Kosovo. No caminho de Budva para Podgarica fica o Lago Skadar (que é aprox. 70% de Montenegro, e o resto da Albânia) e aproveitamos para dar uma passadinha. A primeira surpresa foi que apesar de ser relativamente famoso e tudo mais, a entrada do parque é um tanto escondida, se não tivesse lido antes no Wikitravel, teria ido ao lugar errado.

Quando você chega ao parque, tem um pequeno vilarejo antes de uma ponte, e lá é a entrada oficial, onde fica o centro de informações turísticas. Após a ponte, tem uma outra entrada, do lado de um grande restaurante, mas não é a entrada oficial.

As opções de passeio basicamente são pegar um barco, que lhe custara 25 euros/ hora por um passeio exclusivo. Existem também barcos para mais gente quando tem mais movimento, ai fica mais em conta.

Para os mais aventureiros, tem muito a se explorar no parque, como trilhas, passeio de bicicleta etc., mas sinceramente, não parece ser lá uma grande atração, não vi movimento algum.

Com o barco, as atrações são: a vista do lago, um forte turco e as inúmeras espécies de pássaros. Dando show de honestidade, o barqueiro falou que poderíamos fazer passeios de 1 ou 2 horas, mas que o de 1h era mais que suficiente (lembrando que ele ganha por hora). No fim, pedi para dar uma alongadinha, e o passeio todo durou pouco mais de 1 hora e meia.

Podgorica, a capital de Montenegro

© Rade Pesic | Dreamstime.com

Podgorica é a capital de Montenegro, um dia é suficiente já que são poucos pontos turísticos. © Rade Pesic | Dreamstime.com

Todos os destinos desta viajam foram por capitais, e todos foram incríveis, a dispensável foi Podgorica. Ficamos ali cerca de 2 ou 3 horas apenas, passeando com o carro pelos “pontos turísticos” da cidade. Não ficar por lá, e conhecer o lago Skadar foi o melhor que podíamos fazer mesmo.

A última aventura

Saindo do país, de ônibus, o motorista recolheu o passaporte de todo mundo e foi até o posto de imigração de Montenegro. Pouco depois ele volta, devolve o passaporte de todo mundo, menos o nosso e chama pelo nosso nome. Fomo até o posto da imigração, revistaram e reviraram minha mala (mexeram nas minhas cuecas sujas e tudo). Fizeram um monte de perguntas para ver se éramos mesmo turistas e finalmente nos liberaram já em clima de descontração nos mostrando que na TV estava passando a luta de um brasileiro com um montenegrino.

Informações adicionais

© Victoriaandreas | Dreamstime.com

Sveti Stefan tem uma vista maravilhosa.© Victoriaandreas | Dreamstime.com

Para quem vai de Dublin, as opções parecem não ser as mais acessíveis e baratas. O negócio é encaixar este destino no mesmo mochilão que você fizer pelo leste, passando pela Croácia, Bósnia, Sérvia ou algum outro país da região. Na breve pesquisa que fiz, nenhum voo para Montenegro sai por menos de 820 euros ida e volta.

Outra opção é fazer o trecho Londres – Montenegro, que oferecem passagens com preços promocionais em vários momentos do ano. Mas não esqueça de adicionar nos seus cálculos, o trecho Dublin-London.

Para quem quiser curtir festivais locais, como em todo lugar na Europa, o verão é que pega. Para quem for, vale visitar o site visit-montenegro, e conferir o que rola no período que você estará por lá!

Para cada dia de estadia em Montenegro, além do valor do hotel, você terá que pagar 80 centavos de euro por noite. Apesar da moeda ser o Euro, o preço das coisas é relativamente barato. Aquela vista maravilhosa em Sveti Stefan, foi acompanhada de duas tortas e dois cafés, tudo ótimo e chique. Saiu por pouco mais de 10 euros.

Dirigir por Montenegro é muito fácil, para quem tiver Smartphone, vale a pena simplesmente baixar os mapas, e quando necessário, usar o GPS para se encontrar. Quem quiser comprar o chip para usar o GPS do celular, tem um chip específico de internet que custa 10 euros (chip + pacote) para você ter internet a vontade por uma semana. Entretanto, vale a ressalva, porque não é plug and play, algumas configurações precisam ser feitas no celular, o melhor é não sair da loja sem que isto esteja resolvido. Tentei usar o Call Center para resolver, mas desligavam na minha cara.

Avatar
Edu Giansante, Fundador e CEO do E-Dublin, Edu chegou na Irlanda em 2008, no ano pré-crise, pegou a nevasca de 2010 e comeu cérebro de cabra em Marrakesh. O Edu também é baterista da banda Irlandesa Medz.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar